PIETRO FROSINI= BIOGRAFIA

PIETRO FROSINI= BIOGRAFIA

                    PIETRO FROSINI

Peter L. Giuffrida, conhecido pelo pseudônimo de Pietro Frosini  nasceu em Mascalucia, no dia 09 agosto 1885 e faleceu em  Nova Iorque, no dia  29 setembro de  1951, foi. Acordeonista e compositor italianonaturalizado americano.

Nasceu em uma família de agricultores, ele começou a tocar um pequeno acordeom aos quatro anos. Posteriormente passou a estudar no acordeão cromático de seu pai, atingindo rapidamente um domínio notável neste instrumento musical complexo. Aos dez anos ele foi admitido no Conservatório de Catania, mas não havia cursos de acordeão, então ele então escolheu o trompete para estudar.

Em 1898 ele se tornou estudante do eminente professor Francesco Paolo Frontini, e sob a sua orientação, estudou composição, harmonia, etc... Nesse meio tempo, ele ganhou vários prêmios pela habilidade com que ele executava o trompete. Em 1902 mudou-se para Milão, e matriculou-se no Conservatório a fim de terminar os seus estudos. Depois de formado, foi contratado pela banda da Royal Navy, estacionados na base naval britânica. Em Malta, como trompetista. Ele permaneceu em Malta por cerca de dois anos e meio, mas ele contraiu malária, doença que interferiu nos seus lábios a ponto de impedi-lo de tocar instrumentos de sopro. Forçado a abandonar o trompete, ele retornou ao seu primeiro amor, o acordeão.

Em 1905 um americano ouviu tocar a overture Dichter und Bauer (Poeta e Camponês) de Franz Von Suppe e convenceu-o a ir com ele para os Estados Unidos, onde participou em inúmeros concertos como Vaudeville(teatro de variedades) e também nos cinemas americanos. Sua primeira apresentação ocorreu em Fresno, Na Califórnia. Ele se tornou muito famoso em um curto espaço de tempo, de modo que foi chamado de  o mago do acordeão.

Sua primeira gravação foi "Casamento dos Ventos" (John T. Hall), gravação realizada em abril de 1909 em um fonógrafo de cilindro, para a série "Blue Amberol" de Edison. Em agosto, gravou a abertura de "Poeta e Camponês", de Suppe. Em outubro, gravou sua própria composição, "Sêneca Waltz" (Valsa Sêneca) [1] 
Em fevereiro 1910 gravou "Amoureuse Waltz" (Rua Berger). Esta valsa também foi gravada em disco para a. Gravadora Victor, que é assinada pela primeira vez como "P. Frosini." É muito provável que ele adotou esse pseudônimo em homenagem ao seu mestre F. P. Frontini. Nunca usou o nome completo "Pietro Frosini," talvez porque outro grande acordeonista seu contemporâneo, Pietro Deiro, era conhecido no campo profissional como "Peter".

Em 1911 ele fez uma turnê na Inglaterra, que resultou em um grande sucesso, tanto que o Rei George V queria vê-lo a se apresentar no Palácio de Buckingham especialmente para ele. Durante essa turnê ele fez várias gravações sob pseudônimo de "S. Fregoli" e "G. Arditti." Ele retornou para Nova York. Em 1913, onde continuou as gravações para a etiqueta Edison.

Em 1918 gravou para o selo Quattrociocche de Steubenville em ““Ohio quatro composições originais: a abertura "Homenagem a Pedro" (Pietro Deiro), a abertura "Panamá Exposição" e as músicas "On a Paragon" e “Rag in D Minor”.

Em 1920 casou-se com Senhorita Alfride Larsen. Em 1925, ele parou de participar de turnês por motivos de saúde e começou a ensinar o acordeão e tocando ao vivo para emissoras de rádio. Ele também escreveu vários artigos para o Mundial de Acordeão revista em Nova York. Em 1949 sua esposa morreu Alfride, e foi um golpe do qual nunca se recuperou totalmente. Em julho do mesmo ano, a Americano Acordeonistas Association (AAA) concedeu-lhe com uma placa de “extraordinária capacidade, pelos grandes serviços prestados e as conquistas no mundo do acordeão”. Pietro Deiro, o primeiro presidente da associação, entregou pessoalmente a placa a Frosini. Sem sombra de dúvida Frosini foi o primeiro grande ícone na Divulgação deste nobre instrumento que é o acordeão.

ABAIXO VÍDEO DE PIETRO FROSINI,EXECUTANDO A RAPSÓDIA EM LA MENOR DE SUA AUTORIA.