ARTIGO= PINGOS DE SABEDORIA (I)

ARTIGO= PINGOS DE SABEDORIA (I)

                                                  

 

 

 

Os únicos limites dos acordeonistas são: o tamanho de suas ideias e o grau de sua dedicação. Portanto anda, vai em frente pois parar é covardia e olhar para trás é ignorância. Um acordeonista não nasce pronto, toda a sua arte é construída aos poucos.

A arte musical é muito maior do que se imagina, ela representa o passado, o presente e também o futuro. Um acordeonista virtuoso não pode ser medido pelos seus esforços, mas, pelo que ele faz normalmente.

Não estude apenas isto ou aquilo mas tudo o que puder, pois o resultado do passado é o presente e a causa do futuro é o presente.

Não tenhas receio se você está crescendo lentamente, mas tenha medo sim é de ficar parado.

Não devemos reduzir a música aos limites da sua própria compreensão, porém, a sua compreensão é que precisa ser dilatada e ampliada para comportar a música do Universo a medida em que ela é descoberta.

A música que nos sabemos é uma gota d’água, e o que nós ignoramos é um oceano.

A maior fraqueza em boa partes dos acordeonistas está em desistir, mas o caminho mais curto para vencer é tentar mais uma vez. Portanto anda, vai em frente pois parar é covardia e olhar para trás é ignorância.

Lembre-se sempre que o conhecimento é a única riqueza que os ladrões não podem roubar de voce. Não foi de um salto que os grandes acordeonistas chegaram às culminâncias do êxito; mas, sim, com muito trabalhando e velando enquanto os outros dormiam.

 

Comece sempre fazendo o necessário, depois faça o que for possível, e finalmente fará o impossível.

Em sua jornada sejas humilde, pois, até o sol com toda sua grandeza se põe e deixa a lua brilhar.Portanto, sejas como o sol, que não espera recompensa, nem elogio… Apenas brilha!