Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis

O ENSINO DO ACORDEOM NO BRASIL

O ENSINO DO ACORDEOM NO BRASIL


                                        ,

                   


Aqui no Brasil temos uma infinidade de músicos entre eles está o nosso acordeonistas:existem uma pequena quantidade de excelentes acordeonistas obviamente,uma média quantidade de razoável acordeonistas e uma enorme quantidade infelizmente de maus acordeonistas.                                                                                                                                      De quem é a culpa por nos termos em nosso País essa grande quantidade de maus acordeonista,pior ainda que não é só acordeonistas mais em todos os instrumentos musicais temos essa realidade.É muito difícil acharmos um só culpado para essa realidade,pois são vários os fatores,entre eles na minha visão eu numeraria dois para não estender muito o meu comentário. 1) ESCOLAS;com exceção de algumas excelentes escolas e de também excelentes professores esparramados pelo Brasil,infelizmente a grande maioria esmagadora delas e dos profissionais que as assessoria,quer  por omissão ou ainda por incompetência mesmo,não ensinam o que os seus alunos teriam necessariamente que aprender para serem realmente músicos,não se ensinam mais adequadamente a teoria musical,leitura rítmica,solfejo,harmonia,uma boa metodologia para o instrumento,etc.Ensinam os seus alunos meia dúzia de acordes,algumas escalas e pronto como em um passo de mágica,já estão prontos,já são “PROFISSIONAIS”.
2)A ORDEM DOS MÚSICOS:infelizmente a ordem dos músicos saindo da finalidade na qual foi constituída e criada,passou apenas em um mero“ORGÃO RECEBEDOR DE CONTRIBUIÇÃO E DONATIVOS DE MÚSICOS PROFISSIONAIS”.                           Para atrapalhar mais ainda a vida dos verdadeiros músicos profissionais,ela criou a mais famosa e nova classe de músicos “MÚSICOS PRÁTICOS”,com um único e principal objetivo;”AGARIAR MAIS FUNDOS PARA ESSA NOBRE ENTIDADE”.              Para fazer parte desse exército de “músicos práticos” é só saber executar dois ou três acordes e claro pagar a taxa e  pronto está aprovado.Com isso estão banalizando a nossa profissão e deixando-a praticamente inviável,infelizmente.
Na Itália por exemplo para se tornar um músico profissional , no curso de acordeom na maioria dos conservatórios o curso tem a duração de 10 anos assim divididos:5 anos para a primeira fase,chamada de elementar,3 anos para o curso médio e mais 2 anos para o curso avançado.Alem da matéria específica para o instrumento o aluno tem que estudar obrigatoriamente:teoria musical,ditado musical,leitura rítmica musical,solfejo,harmonia,história da música,etc.Só depois de tudo isso e mais um exame rigoroso que o acordeonista torna-se um profissional.

Apesar desse quadro nefasto cabe a mim,a você e a todos nós educadores musicais que somos,continuar fazendo a nossa parte lembrando sempre que:”UM MESTRE ENSINA AOS SEUS ALUNOS AQUILOS QUE ELES QUEREM APRENDER, JÁ  UM BOM MESTRE ENSINA AOS SEUS ALUNOS NÃO NECESSARIAMENTE O QUE ELES QUEREM, MAS SIM O QUE ELES PRECISAM REALMENTE APRENDER”.