Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis

ARTIGO=COMPOSITORES QUE TORNARAM-SE SURDOS

ARTIGO=COMPOSITORES QUE TORNARAM-SE SURDOS

                                                    

Neste tópico falarei de três gênios da música erudita mesmo limitados pela surdes no decorrer de suas vidas, não os impediu de compor obras-primas.

Berich Smetana, um gênio da música considerado o pai da música clássica tcheca,compôs entre outras a obra Má Vlast é considerada um “poema musical”, porque além de extremamente melodiosa, faz um elogio às diversas paisagens da Boêmia – os campos, as planícies e o rio – Moldava. Tudo forma um conjunto harmonioso e, daí, a ideia de poema.

A grande curiosidade desta obra é que quando Smetana a compôs, ele estava 100% surdo. Ou seja, ele imaginou a música, e pôs no papel. Coisa de gênio, como outro compositor surdo famoso, Ludwig Von Beethoven.

Beethoven começou a ficar surdo com 27 anos de idade, e ainda compôs por mais 29 anos.

Outro compositor que se tronou surdo foi Gabriel Urbain Fauré.

Gabriel Urbain Fauré (Pamiers, 12 de maio de 1845 — Paris, 4 de novembro de 1924) foi um compositor francês. Fauré é, sem dúvida, um dos maiores nomes da música francesa moderna e um dos mais eminentemente representativos do espírito francês. Nos apresenta dominado pelo sentido da elegância, clareza, recato poético e oposição ao dramatismo oratório. Poucos compositores terão uma individualidade tão marcada quanto Fauré.

Fauré,como Beethoven e Smetana, foram os compositores que ficaram surdos e mesmos nestas condições escreveram obras-primas.

 

SURDA QUE OUVIA MÚSICA

 

Alexa Moore, uma mulher de 32 anos, nasceu surda e queria saber como era a música de Bach. Sua tia, pianista, tocou a " Ária na quarta corda" e Alexa, com a cabeça encostada ao tampo do piano " escutou " a música e ao término disse que nunca tinha sentido vibrações tão " celestiais e perfeitas ".

Finalizando eu digo sempre “Ninguém sabe como os sons musicais realmente são.O som existe em toda a parte porém só é conhecido pelo efeito que o produz”.