COMO DEVEMOS ESTUDAR O NOSSO INSTRUMENTO

COMO DEVEMOS ESTUDAR O NOSSO INSTRUMENTO

 

                                         
O aprendizado cientificamente dentro da Programação Neurolinguistica que é chamada de PNL se resume em quatro fases que são:
II (inconsciente incompetente)
CI (consciente incompetente)
CC (consciente competente)
IC (inconsciente competente)
Na primeira fase (II),não temos a menor noção do que sabemos e passamos por um processo de empolgação devido a ignorância no assunto.
Na segunda fase (CI),temos pleno contato com o conteúdo do aprendizado,mas sentimos muita dificuldade,pois temos noção do tamanho do esforço para chegar onde queremos.
Na terceira fase (CC),já adquirimos a habilidade,mas é preciso pensar para não errar.
Na quarta fase (IC),é a do piloto automático,a habilidade e o conhecimento já são fatores interioranos,é como você falar ou andar,você não pensa para tocar,VOCE SIMPLESMENTE TOCA.
A seguir vão algumas dicas de como você deverá estudar o seu instrumento para alcançar o seu objetivo.
1) Estude um aspecto de cada vez.
2) Estude os exercícios e as músicas com as mãos separadas ( se você for executante de instrumentos que assim exigem,por exemplo:acordeão,piano,etc.),bem de vagar e analisando o dedilhado.Se há dificuldades neles,modifique para que se torne bem confortável para você.
3) Estude por partes e bem devagar.Só assim,além de desenvolver a memória digital e auditiva,você terá consciência do que seta tocando.
4) Analise as dificuldades e a causa delas,insistir até tocar o trecho confortavelmente,toque até que automatize.
5) Repita muitas vezes somente os trechos nos quais você encontra dificuldades.Repita com muita atenção,sem erros,e não só o lado técnico mas também o lado interpretativo.
6) Respeite o seu limite.Respeite entre a linha entre o idealismo e a realidade.O importante é ser humilde e encarar as dificuldades e capacidades.De o melhor de si e você se surpreenderá.
7) Uma vez que todos os passos de estudo foram executados e automatizados,sua mente ficará livre para sentir e se emocionar durante uma execução musical,podendo assim expressar a sua musicalidade.
Um bom músico é aquele que tem técnica e musicalidade.Técnica é a habilidade,já a musicalidade vem de dentro.Ambas são necessárias.
8) Muitas vezes,”se matar de estudar” não tão importante quanto respeitar o seu limite e facilitar o seu trabalho,é necessário ter muita paciência,dedicação e força de vontade,respeitando os seus sentimentos e desenvolvendo o seu intuito.
Finalizando devo ressaltar que o estudo da música desenvolve a sensibilidade,auto controle,raciocínio,reflexo,percepção,coordenação motora,agilidade e pensamento rápido.Portanto,repetir os trechos mais complexos,tocar primeiramente bem devagar prestando muita atenção vai lhes proporcionar novos conhecimentos,aprimoramentos,progressos e principalmente a conquista de seu objetivo.