Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis

ARTIGO=AS PAREDES MUSICAIS

ARTIGO=AS PAREDES MUSICAIS

A Música desempenha desde sempre importante presença na cultura de todas as

civilizações.A Música sempre despertou o interesse de pensadores. Estes

Buscaram a relação entre a religiosidade que praticavam e a natureza que os cercava.

Nem sempre Arte e Ciência foram consideradas próximas, no entanto, na Música

Durante um longo período essa relação foi bastante relevante. Na Grécia Antiga, a Música, muito por conta dos estudos de Pitágoras com o monocórdio, era considerada como um dos quatro ramos da Matemática e correspondeu a uma longa tradição pitagórica no estudo dos intervalos musicais.

No período do Renascimento (séc. XVI), período deste trabalho, a

Música polifônica começa a apresentar problemas entre a teoria e a prática musical. Vincenzo Galilei, pai de Galileu, músico, professor e teórico musical, atesta a

Impossibilidade de encaixar um número inteiro da escala pitagórica, com isso, inicia estudos sobre os intervalos musicais, começam a se desenvolver os estudos sobre a Acústica Musical, no qual se destacam físicos e matemáticos como: Marin Mersenne, John Wallis, Johannes Kepler, Vicenzo Galilei, Galileu Galilei, René Descartes, Christiaan Huygens e Joseph Saveur; este último, considerado o pai da Acústica.

Renascença ou Renascimento é um período que, na Música, corresponde aos séculos

XV e XVI e, nas demais Artes e Ciências, teve início no século XIV. Seu início ocorre na Itália e foi se propagou por toda a Europa. 

No “cinquecento” surgiu o movimento da Reforma (1517), através de John Wyclif na

Inglaterra, Lutero na Alemanha e Calvino na França, que modificava o estilo típico da

Renascença.

Observa-se então uma mudança

Social, que influencia no estilo musical e na forma como era ouvida. A sociedade fica dividida entre os que permanecem católicos e os que aderem ao movimento reformista. A Música sai das igrejas, atingindo especialmente a aristocracia.

Um dos maiores teóricos musicais da época foi Gioseffe Zarlino (1517-1590).

Baseado nos trabalhos de Ludovico Fogliani (1470-1539) publicou um livro em 1558,que foi a base da educação científico-cultural em toda a Europa

Durante 2 séculos.A origem dos estudos em Acústica foi relacionada com a Música. Não havia ainda a noção de propagação das ondas acústicas. Só no século XVII, depois do desenvolvimento da teoria ondulatória com Huygens (1629-1695), foram desenvolvidas teorias sobre a propagação das ondas sonoras.

A altura já tinha sido associada à frequência por Benedetti, mas também só no século XVII Galileu apresentou explicações mais claras, aperfeiçoadas por Mersenne.

As inúmeras grandes construções de prédios principalmente no período barroco, foram criados dentro de proporções matemáticas que nos utilizamos na música, ou seja: as paredes e o teto contem as mesmas proporções matemáticas contidos na música.Por exemplo quando se executa qualquer peça musical na Catedral de Notre Dame na França sentimos que a sua estrutura interagem com a música executada.

A Catedral de Notre Dame e a 5ª Sinfonia de Beethoven

É na antiguidade que se funda a ideia de que os mesmos rácios agradáveis ao ouvido também o serão para os olhos. Estes rácios não só harmonizam as formas arquitetônicas como também a própria música.
A doutrina da música das esferas foi transmitida ao longo da Europa Medieval encontrando a sua expressão mais gloriosa na arquitetura das grandes abadias e catedrais, conscientemente concebidas para obedecer às proporções da harmonia musical e geométrica. Uma dessas catedrais é Notre Dame, construída de forma a obedecer a princípios de geometria sagrada, harmônica e acústica.

 

ABAIXO FRAGMENTO DA 5ª Sinfonia DE Beethoven

 

Se Notre Dame contempla a relação proporcional de Phi, também o encontraremos na 5ª de Beethoven.
O facto de que algo importante está neste ponto, dividindo a peça musical ou parte dela na proporção de ouro, parece ter um efeito no subconsciente do ouvinte. Aqui a música atinge a perfeição. Segundo o autor Derek Haylock, a abertura da 5ª de Beethoven ocorre exatamente no ponto de ouro da peça 0,618034.
Assim a proporção geométrica de Notre Dame corresponde à música no seu ponto 0.618.

 

MÚSICA PROIBIDAS DE BACH

 

 Algumas das músicas de Bach foram proibidas de se tocar em algumas igrejas em certa altura, pois, dependendo a combinação de registros, alguns de seus acordes entram em ressonância com as colunas da igreja, o que pode causar desabamento.

 

ABAIXO VÍDEO DA Sinfonia from Cantata BWV 29 DE BACH executada na Catedral de Notre Dame.