ARTIGO=O QUE É GÊNERO MUSICAL?

ARTIGO=O QUE É GÊNERO MUSICAL?

    

                                                

 

Assim como existem várias definições para música, existem muitas divisões a agrupamentos da música em gêneros, estilos e formas. Dividir a música em gêneros é uma tentativa de classificar cada composição de acordo com critérios objetivos que não são sempre fáceis de definir.

Uma das divisões mais frequentes separa a música em grandes grupos:

Música erudita – a música tradicionalmente dita como "culta" e no geral, mais elaborada. Os seus adeptos consideram que é feita para durar muito tempo e resistir a modas e tendências. Em geral exige uma atitude contemplativa e uma audição concentrada. Alguns consideram que é uma forma de música superior a todas as outras e que é a verdadeira arte musical. No entanto, esse pensamento é tipicamente ocidental, elitista, obsoleto e não leva em conta a imensa variedade de formas e funções da música nos mais diversos grupos sociais. Os gêneros eruditos são divididos sobretudo de acordo com os períodos em que foram compostas ou pelas características predominantes.

Música popular – associada a movimentos culturais populares. Apenas conseguiu consolidar-se após a urbanização e industrialização da sociedade e tornou-se o tipo musical icônico do século XX. Apresenta-se atualmente como a música do dia a dia, tocada em espetáculos e festas, usada para dança e socialização. Segue tendências e modas e muitas vezes é associada a valores puramente comerciais, porém, ao longo do tempo, incorporou diversas tendências vanguardistas e inclui estilos de grande sofisticação. É um tipo musical frequentemente associado a elementos extramusicais, como textos (letra de canção), padrões de comportamento e ideologias. É subdividida em incontáveis gêneros distintos, de acordo com a instrumentação, características musicais predominantes e o comportamento do grupo que a prática ou ouve.

Música folclórica ou tradicional – associada a fortes elementos culturais de cada grupo social. Tem caráter predominantemente rural ou pré-urbano. Normalmente é associadas a festas folclóricas ou rituais específicos. Pode ser funcional (como canções de plantio e colheita ou a música das rendeiras e lavadeiras). Normalmente é transmitida por imitação e costuma durar décadas ou séculos. Incluem-se neste gênero as cantigas de roda e de embalar.

música religiosa, utilizada em liturgias, tais como missas e funerais. Também pode ser usada para adoração e oração ou em diversas festividades religiosas como o Natal e a Páscoa, entre outras. Cada religião possui formas específicas de música religiosa, tais como a música sacra católica, o gospel das igrejas evangélicas, a música judaica, os tambores do candomblé ou outros cultos africanos, o canto do muezim, no Islamismo entre outras.

Cada uma destas divisões possui centenas de subdivisões. Usam-se gêneros, subgêneros e estilos, numa tentativa de classificar cada música. Em geral é possível estabelecer com um certo grau de acerto o gênero de cada peça musical, mas como a música não é um fenômeno estanque, cada músico é constantemente influenciado por outros gêneros. Isto faz com que sejam criados todos os dias subgêneros e fusões.