Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis

O ESTUDO DE UM INSTRUMENTO MUSICAL

O ESTUDO DE UM INSTRUMENTO MUSICAL

Um estudo realizado em Berlim durante seis anos em escolas primárias mostraram que depois de apenas quatro anos de estudo de um instrumento musical, o quociente de inteligência das crianças observadas aumentou dramaticamente. 
Além disso, observou-se que o estudo da música teve um impacto igualmente positivo tanto sobre as crianças de famílias menos favorecidas financeiramente falando e também em crianças com alguma deficiência mental.

Cada peça musical consiste de melodia e ritmo. A parte melódica  é processada no hemisfério direito do cérebro, enquanto o ritmo é elaborado em nosso hemisfério esquerdo. Durante a execução de uma canção ambos os hemisférios do cérebro são ativadas, e isso envolve um equilíbrio em  seu desenvolvimento.

Tocar um instrumento musical é uma atividade é uma atividade muito complicada. Mesmo a parte mais simples de uma música, exige um alto envolvimento intelectual, habilidades motoras específicas, envolvimento emocional e também um alto grau de percepção sensorial.

A coordenação das mãos e dos dedos sobre as cordas, as teclas ou nos pistões requer habilidades motoras significativas e um forte potencial de imaginação espacial. A leitura das notas na pauta por sua vez requer o processamento rápido e simultâneo de informações altamente concentrada (notas, o ritmo, harmonia, dinâmica, etc...).

E exige um pensamento abstrato e complexo isso sem falar, do desenvolvimento da memória. Nenhuma outra atividade requer tantas decisões simultâneas ao mesmo tempo

Portanto estudar um instrumento musical ajuda não só as crianças, como também os adultos no crescimento pessoal e desenvolvimento da inteligência.