CURIOSIDADES SOBRE RACHMANINOFF

CURIOSIDADES SOBRE RACHMANINOFF

                    

Serei Vasilievich Rachmaninoff, nasceu em Semyonovo, no dia 1 de abril de 1873 e faleceu em Beverly Hills, no dia 28 de março de 1943.

Rachmaninoff foi um compositor, pianista e maestro russo, um dos últimos grandes expoentes do estilo romântico tardio, da música clássica. “Sergei Rachmaninoff” foi, como o próprio compositor grafou seu nome quando viveu no ocidente, durante a última metade de sua vida. Rachmaninoff é tido como um dos pianistas mais influentes do Século XX. Seus trejeitos técnicos e rítmicos são lendários, e suas mãos largas eram capazes de cobrir um intervalo de uma 13ª no teclado (um palmo esticado com cerca de 30 centímetros, alcançando 13 teclas quando o normal é de 8 a 10 teclas).


Suas composições incluem, dentre várias outras: 4 concertos para piano; esta famosa “Rapsódia sobre um tema de Paganini”; 3 sinfonias; 2 sonatas para piano; 3 óperas; 1 sinfonia com coro (“The Bells”, ou “Os Sinos”, baseado no poema de Edgar Allan Poe); 24 prelúdios (incluindo o popular e famoso “Prelúdio com a fascinação do público por essa peça, composta quando ele tinha apenas 19 anos de idade.); 17 estudos; muitas canções, sendo as mais famosas a “No Silêncio da Noite”, “Lilacs”, a música sem letra “Vocalize”; e o último de seus trabalhos, as notáveis “Danças Sinfônicas”.

ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE RACHMANINOFF

A canção popular estadunidense, “All by Myself” (cujo sucesso foi escrito por Eric Carmen e gravada em 1975, e mais tarde por Celine Dion, 1996), é um arranjo temático do II movimento – Adagio Sostenuto – do Concerto para Piano No. 2, Opus 18, em dó menor.

Eric Carmen também escreveu “Never Gonna Fall in Love Again”, desta vez, se baseando no III movimento – Adagio – da Sinfonia Nº2, Opus 27, em mi menor.

Em 1965, Roberta Wright e George Forrest, os escritores de “Kismet”, escreveram um musical chamado “Anya”, usando a música de Rachmaninoff como base.

O Concerto para piano n.º 2 é mencionado no filme “The Seven Year Itch” (“O Pecado Mora ao Lado”) de 1955, que estrelava Marilyn Monroe.

Esta “Rapsódia Sobre um Tema de Paganini” foi trilha sonora do filme “Somewhere in Time” (“Em Algum Lugar do Passado”), de 1980.

O filme “Shine” de 1996, sobre a vida do pianista David Helfgott, gira em torno do Concerto para Piano No.3

O concerto para piano n.º 2 foi uma das músicas preferidas pela Princesa Diana. Segundo o livro “Diana crônicas íntimas” de Tina Brown, a princesa costumava ouvi-la ao escrever cartas e em momentos de descanso.

O popular Concerto para Piano n.º 2 e outras obras de Rachmaninoff aparecem em vários filmes de Hollywood.

 

A “Rapsódia Sobre um Tema de Paganini”, em lá menor, opus 43, é uma peça, constituída de 1 tema e 24 variações concertantes, com duração média de 20 a 27 minutos. A obra foi escrita para piano e orquestra, lembrando um concerto para piano, na localidade de Villa Senar,Suíça, de acordo com anotação na partitura, de 3 de Julho a 18 de Agosto de 1934. O próprio Rachmaninoff, notavelmente um intérprete dos próprios trabalhos, tocou piano na estreia da peça na Lyric Opera House em Baltimore, Maryland, EUA, em 7 de Novembro de 1934 com a Orquestra Sinfônica de Filadélfia regida pelo maestro Leopold Stokowski.

A Variação 18 foi incluída na banda sonora do filme “Somewhere in Time”, de 1980, obtendo grande repercussão e tornando-se a variação mais popular.

Abaixo vídeo de Nick Onila executando Prelude in C# Minor (S. Rachmaninoff)