Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis

ARTIGO=ESPAÇO VISUAL E ESPAÇO AUDITIVO

ARTIGO=ESPAÇO VISUAL E ESPAÇO AUDITIVO

                                                                                       

O sentido da audição para nos músicos é simplesmente fundamental para o bom desempenho da nossa função,é bom salientarmos que o espaço auditivo é bem maior que o visual. O espaço visual é plano e tem 180 graus, já o espaço auditivo é esférico e tem cerca de 360 graus, quer dizer: o dobro de recursos e campo de ação.

 

                                                    O ÉCO

                      

 

Eco é um fenômeno acústico que tem o seu princípio na reflexão do som, que nas quais as leis da física explicam que o eco ocorre pelo encontro de qualquer obstáculo que na sua regular direção se oponham. Para que o som refletido seja distinto do som direto é preciso que estes dois sons sejam separados por um intervalo de décimo de segundo, pelo menos, porque este não é só o lapso de tempo que em nos dura a sensação auditiva, mas também do que o som necessita para percorrer seus 340 metros por segundo. Se o obstáculo estiver colocado a menos de 170 metros, o som refletido não produz eco, antes traz apreciável aumento de sonoridade, que se pode evitar, querendo, forrando as paredes com entre outros materiais, estofos mais ou menos espessos. Para que o eco seja bem nítido é necessário que entre o ponto vibratório e o obstáculo refletor medeie um espaço com cerca de 240 metros.

Musicalmente falando o eco foi empregado propositalmente por muitos compositores. No século XVI na polifonia vocal e desde o século XVII na música vocal e instrumental. Este artifício consta naturalmente da repetição de uma frase de maior ou menor extensão, a oitava superior ou inferior, ou ainda uníssono.Sabiamente muitos compositores utilizam ou utilizaram deste artifício, entre eles podemos destacar: Beethoven nas sonatas opus 81 e 90,Rossini, no duo de baixo e soprano da opera Pietra di Paragone,Bellini no coro da opera Pirata,e muitos outros compositores.

 

                                A DISTÂNCIA DOS SONS

 

 

                  

Aos sons quanto a sua distância,é determinada através de uma certa quantidade de características das ondas sonoras.A característica mais importante do estímulo é a amplitude das ondas sonoras que atingem os nossos ouvidos. Uma onda sonora complexa quando passa através do ar a sua complexidade é diminuída,por exemplo:As ondas sonoras de um determinado instrumento musical distante,ao atingirem o nosso ouvido são menos complexas que as de um instrumento mais próximo,pois tendemos a ouvir os sons altos como se viessem de instrumentos mais próximos,e a ouvir os sons suaves como se viessem de instrumentos mais distantes. Lembrando que a complexidade das ondas sonoras determinam o timbre percebido.O timbre por sua vez é um dos fatores primordiais na localização dos sons.

 

                                      PERCEPÇÃO

 

Percepção é o conhecimento por meio dos sentidos que temos dos estímulos exteriores que determinam as sensações. Os fenômenos ligados a produção de ondas sonoras, podem influenciar muitas vezes até o modo dramático a nossa percepção. Os principais são: refração, difração, reflexão, absorção e transmissão.

                                     REFRAÇÃO

 

A refração é um fenômeno causado por uma variação na velocidade da propagação no meio.

                                       DIFRAÇÃO

 

A difração é uma mudança na direção da propagação do som devido a um obstáculo qualquer.

                                       REFLEXÃO

 

A reflexão é um fenômeno ocasionado pelo encontro da onda sonora com uma superfície rígida, ocorrendo sempre quando a superfície rígida for maior que o comprimento da onda sonora, surgindo daí o eco.

 

                                         ABSORÇÃO

 

Absorção é quando uma onda sonora atinge um obstáculo qualquer e deposita ali parte de sua energia sonora.

 

                                           TRANSMISSÃO

 

A transmissão ocorre nos refletores ou absorvedores de som, causando uma propagação da onda sonora na superfície rígida que causou a reflexão.